Mensagem do Papa Bento XVI: “Preparemo-nos para iniciar 2012 repletos de gratidão”

 

No último dia do ano de 2011, Bento XVI presidiu à celebração das Vésperas na Basílica Vaticana. Em sua homilia, o Papa fez uma reflexão sobre este ano que está prestes a se concluir, momento em que renovamos nossos desejos e expectativas.

A brevidade da vida nos faz questionar sobre seu real sentido – pergunta presente no coração de toda geração e todo ser humano. A resposta nos foi dada dois mil anos atrás, no rosto de um Menino. “No tecido da humanidade dilacerada por tantas injustiças, maldades e violências, irrompe de maneira surpreendente a novidade jubilosa e libertadora de Cristo Salvador”, disse o Pontífice.

Com a sua encarnação, não existe mais espaço para a angústia diante do tempo que escorre e não volta mais; agora, existe espaço para uma ilimitada confiança em Deus, para o qual vivemos e ao qual a nossa vida está orientada à espera do retorno definitivo.

“Desde que o Salvador desceu do Céu, o homem não é mais escravo de um tempo que passa sem um motivo, ou que é marcado pelo cansaço, pela tristeza e pela dor. O homem é filho de um Deus que resgatou toda a humanidade, doando-lhe o amor, que é eterno, como nova perspectiva de vida.”

“Te Deum laudamus!” A Vós, ó Deus, louvamos! Bento XVI recordou que a Igreja nos sugere de não concluir o ano sem deixar de dirigir ao Senhor o nosso agradecimento por todas as suas graças.

“Por isso cantamos o Te Deum. Com o ânimo cheio de gratidão, nos preparamos para atravessar o limiar do ano de 2012, recordando que o Senhor vela sobre nós e nos protege. A Ele queremos confiar o mundo inteiro. Coloquemos em suas mãos as tragédias deste nosso mundo e ofereçamos também as esperanças por um futuro melhor.”