Grupo da Mãe Peregrina

MOVIMENTO APOSTÓLICO DE SCHOESTATT

(MÃE PEREGRINA)

A Campanha da Mãe Peregrina de Schoenstatt teve início com Diácono João Luiz Pozzobon, membro da Liga dos Homens, no Movimento Apostólico de Schoenstatt em Santa Maria/RS.

Iniciou no ano Santo Mariano de 1950, quando Ir. M. Teresinha Gobbo, na época responsável pelo Movimento de Schoenstatt no Brasil, (tarefa que recebeu do Pe. José Kentenich em agosto de 1949), entregou ao Sr. João Pozzobon uma imagem da Mãe Três Vezes Admirável, no formato que lembrava a silhueta do Santuário, para levar às famílias e, com elas, rezar o terço, quando possível.

Este apostolado cresceu rapidamente, sobretudo nos últimos anos, a partir da visita do Sr. João com a Peregrina aos lugares Sagrados de Schoenstatt e de Roma, em 1979. Desde então, foi assumindo dimensões mundiais.

O Sr. João viveu o SIM de Maria em sua vida simples, mas totalmente dedicada à família e a sua missão mariana, Graças a sua fidelidade, milhares de famílias no mundo inteiro recebem a Imagem Peregrina, portadora das graças do Santuário de Schoenstatt.

x.x.x.x.x.x.x.x.x.x

Estamos vivendo um tempo muito importante em Schoenstatt, um triênio em preparação a 2014, quando celebraremos 100 anos da Aliança de Amor, 100 anos que o Pe. Kentenich convidou a Mãe de Deus para se estabelecer na capelinha de S. Miguel, na Alemanha, transformando-a num lugar de graças, no Santuário de Schoenstatt.

Um lema nos orienta durante estes três anos: De Santuário a Santuário, missionários da Aliança. Foi uma irrupção do divino que aconteceu em 18 de outubro de 1914 e lentamente a Divina Providência foi mostrando que esta iniciativa divina poderia se repetir e até acontecer em outros lugares do mundo. Durante estes quase 100 anos surgiu uma rede de Santuários vinculada à fonte original de graças, em Schoenstatt.

Santuários filiais se espalham pelo mundo, somando um número de quase 200. No Brasil são 22 Santuários de nossa Mãe e Rainha de Schoenstatt. Santuários-lares: famílias que consagraram seu lar à Mãe de Deus transformando-o em Santuário. São luzes, milhares de luzes que brilham em todos os cantos do mundo. Santuários paroquiais: paróquias que também convidam a Mãe de Deus para ali se estabelecer, a fim de que os paroquianos possam receber as graças de nossa Mãe e Rainha de Schoenstatt.

A Imagem Peregrina que recebemos em nossa casa é o Santuário que vem até nós com suas graças. Santuário coração: meu coração pode ser um Santuário da Mãe e Rainha de Schoenstatt. Esta rede de santuários envolve milhares de pessoas, de famílias, também nós e nossa família. É um mundo novo que Deus quer fazer edificar, a partir do Santuário e neste mundo forjar uma nova cultura, uma cultura cristã, uma cultura de aliança.